o-que-comer-a-noite

 

Ir para a cama de estômago vazio não é um hábito saudável, já que ficamos por um longo período sem nos alimentar quando estamos dormindo. O mais indicado é que se faça uma refeição completa e leve no horário do jantar - entre as 20h e as 20h30 - e que antes de dormir seja ingerida uma porção de fruta in natura.

 

Desta maneira, conseguimos manter sob controle os níveis de cortisol, um hormônio relacionado ao estresse, e também os picos de insulina, pois ao permanecemos em intervalos grandes sem nos alimentar esses níveis apresentam-se descompensados.

 

Assim é possível prevenir as desordens relacionadas à glicemia durante o sono e atingir mais facilmente o que se chama de sono reparador, já que os fatores relacionados ao estresse também são melhor administrados quando não dormimos com fome.

O que comer à noite?

No jantar, faça uma refeição leve na qual sejam encontradas fontes de proteína, lipídeos, carboidratos, fibras e fitoquímicos (vegetais), pois estas combinações garantirão o aporte diversificado de nutrientes.

 

Uma sopa é sempre bem vinda, mas quem preferir pode sim comer o arroz e feijão de cada dia, sem problemas. Já os lanches devem ser consumidos de forma bastante moderada, porque são fontes de boas calorias e apresentam déficit de nutrientes essenciais.

 

Antes de dormir, além das frutas, consuma também chás naturais e torradas. As frutas podem ainda ser acompanhadas de cacau em pó, aveia ou cereais integrais. Tais alimentos são precursores de triptofano e fontes de melatonina, substâncias que estão diretamente envolvidas com o sono reparador.

 

O que evitar antes de dormir?

Para não prejudicar o sono, grandes volumes de alimentos - principalmente os ricos em gordura e em condimentos - devem ser evitados a partir das 22h.

 

Esses alimentos gordurosos e condimentados necessitam de maior tempo para serem digeridos. Quando deitamos para dormir nosso metabolismo se altera, retardando um processo digestivo adequado.